sexta-feira, maio 25, 2007

Habitação: Bancada da Cozinha (distância)

Numa alínea exige-se que após a instalação das bancadas exista um espaço livre para um círculo com 1,5 m de diâmetro; na alínea seguinte exige-se que a distância entre bancadas ou entre as bancadas e as paredes não seja inferior a 1,2m. Em que ficamos: 1,5m ou 1,2 m? E onde é medida esta distância?


As normas referem, no seu ponto 3.3.3:

“As cozinhas das habitações devem satisfazer as seguintes condições:
1) Após a instalação das bancadas deve existir um espaço livre que permita inscrever uma zona de manobra para rotação de 360º [círculo com 1,5m de diâmetro];
2) Se as bancadas tiverem um soco de altura ao piso não inferior a 0,3m podem projectar-se sobre a zona de manobra até 0,1m de cada um dos lados;
3) A distância entre bancadas ou entre as bancadas e as paredes não deve ser inferior a 1,2m”.


Nas alíneas 1) e 3) encontramos duas exigências que parecem contraditórias mas que, na realidade, dizem respeito a duas coisas diferentes.

O que se exige na alínea 1) é que exista no interior da cozinha uma zona de manobra para rotação de 360º.

Não se diz que este círculo com 1,5m de diâmetro tem de estar localizado entre bancadas ou entre estas e a parede;
exige-se apenas que seja possível inscrevê-lo algures no interior da cozinha.

É verdade que nalgumas cozinhas esse círculo terá de se inscrever entre as bancadas, mas em cozinhas que, por exemplo, tenham uma zona sem bancadas, é possível inscrevê-lo noutro local.

O que se exige na alínea 3) é que exista na cozinha um espaço junto à bancada com uma largura mínima de 1,2m.

Este espaço deve existir em todo o perímetro da bancada. Já o mesmo não se passa com o círculo com 1,5m de diâmetro, que deve “caber” num local, e não necessariamente ao longo de toda a bancada.


Como medir o círculo de 1,5m?

Lendo a alínea 2) podemos deduzir que a inscrição do círculo de 1,5m de diâmetro deve ser feita ao nível do pavimento.

O “soco” a que se faz referência na alínea 2) é a base da bancada, deduzindo-se que existe “um soco de altura ao piso não inferior a 0,3m” quando esta base, possuindo uma altura mínima de 30cm, está recuada em relação ao resto da bancada.

Se o soco tiver uma altura mínima de 30cm, a parte superior da bancada pode projectar-se até 10cm de cada lado do círculo.

Por outras palavras,
se a base da bancada tiver 30cm de altura (mínimo) e for recuada, o círculo de 1,5m pode ser “encostado” à base da bancada, podendo a parte superior da bancada sobrepor-se a esse círculo (até 10cm, se for esse o recuo da base).

Note-se que se o círculo estiver entre duas bancadas e estas se lhe sobrepuserem 10cm de cada lado, na realidade a distância mínima entre as bases das bancadas será de 1,30m.

Como medir o afastamento de 1,2m?

Por seu lado, a distância de 1,2m deve ser medida entre os pontos mais salientes de cada um dos elementos (bancada a bancada ou bancada a parede).

A sobreposição à área livre a que se faz referência na alínea 2) só é admitida no caso do círculo com 1,5m de diâmetro.

Subentende-se que esta distância de 1,2m é exigível entre o lado utilizável da bancada e a bancada ou parede oposta, ou seja, se a bancada tiver um lado cego (fechado, não utilizável), este pode encostar-se à parede adjacente.


PHG 25MAI07

Sem comentários: